Lavanda-2

Aromaterapia: minha aliada no dia a dia!

29 de maio de 2017 , In: Comunicando , With: 2 Comments
0

Outro dia, conversando com uma amiga sobre a audiência pública realizada na ALMG e que discorreu sobre tratamentos experimentais desumanos e degradantes, ela me questionou sobre uso de medicamentos aqui em casa.

Veja bem, uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Eu sou uma pessoa um pouco avessa a medicamentos alopáticos. Desde criança tenho uma enorme dificuldade com remédios e só tomo em caso de extrema necessidade, seja porque a enxaqueca já está me incapacitando de trabalhar, seja porque tem ali uma infecção comprovada.

Ser contra tratamentos experimentais degradantes e desumanos como MMS/CD, quelação, pílula de coco, etc., não significa que eu seja contra o uso de florais, por exemplo.

Ser contra o movimento anti-vacinação não significa que sou a favor de dar toda e qualquer vacina – eu mesma não tomo e não dou para o meu filho a vacina da gripe, considero desnecessária para nós (mas considero que existem grupos de risco que precisem dela).

Ser contra uma dieta restritiva de itens supostamente alergênicos sem comprovada necessidade não significa que sou contra uma alimentação saudável, o mais natural possível, balanceada e nutritiva. O que mais me ajudou na retomada do meu ciclo menstrual pós perda gestacional foi uma dieta que fiz baseada em alimentos ricos em determinadas vitaminas e nutrientes necessários para cada fase do ciclo.

Aqui em casa a dieta sensorial (termo citado pelo psicanalista Manuel Vázquez Gil em seu livro “O dom do autismo” para um ambiente propício para todos os sentidos), aliada a uma rotina pré-estabelecida e uma comunicação objetiva são minhas principais ferramentas para diminuir a ansiedade do filhote (e também a minha!)e melhorar a produção dos fatores neurotróficos.

A aromaterapia também tem me ajudado bastante em diversas ocasiões, principalmente para melhorar o sono e diminuir os momentos de grande agitação.

O uso de óleos essenciais é feito desde os primórdios da humanidade. Os antigos já utilizavam óleos aromáticos em seu cotidiano para fins terapêuticos, estéticos e religiosos, mas foi em 1928 que um químico francês, René Maurice Gattefosse, se interessou pelo uso terapêutico dos óleos essenciais após aplicar óleo de lavanda em suas mãos por conta de um acidente no laboratório.

Alguns meses atrás eu reclamava da minha enxaqueca pré-menstrual e uma amiga me indicou comprar um óleo de hortelã pimenta, pingar uma gota no pulso, esfregar um no outro e aspirar. O resultado me deixou boquiaberta e me fez procurar uma aromaterapeuta para outras questões, em especial o sono do filhote já que, como a maioria dos autistas, ele tinha dificuldade de pegar no sono e acordava muitas vezes durante a noite.

A cada dia o sono dele melhora mais, seja em quantidade, seja em qualidade. Com o sono em dia, ele está mais bem humorado, mais flexível e tranquilo (quem não ficaria?). Também já se habituou às massagens com as sinergias e, quando chega a noite, é um momento que ele espera e me requisita!

Comentei isso com a neuropediatra dele, que me pediu essas informações por escrito, pois iria comentar com outros pais. Fiz então uma lista de óleos que a aromaterapeuta me indicou e inclui outros, indicados por uma amiga, mas que ainda não testei.

P.S: para um atendimento mais focado em suas necessidades, eu sugiro a você procurar uma aromaterapeuta e expor suas necessidades. Ela saberá lhe indicar o que é melhor para o seu caso. Também procure comprar óleo de qualidade, eu uso só o da Laszlo (e não, não estou recebendo jabá pela propaganda, eles nem sabem que eu existo…rs)

P.S 2: Esses óleos são indicados para qualquer pessoa, seja autista ou não autista. Ao mesmo tempo, cuidado! Óleos essenciais são muito concentrados e são usados em quantidade mínima, principalmente em crianças! Eu raramente uso sem diluí-los em óleo vegetal ou no difusor e tomo muito cuidado ao me expor ao sol após utilizar algum, pois existem óleos que podem queimar a pele!

A lista abaixo é composta de óleos que podem ser utilizados em crianças (muitos óleos não são indicados para crianças), tomando todo o cuidado do mundo com super dosagem, buscando sempre diluir e não deixando ao alcance delas. Siga meu conselho, consulte uma profissional!

Lavanda – Ajuda a curar queimaduras e feridas, alivia dores de cabeça e é útil no tratamento de diabetes. Tem um efeito calmante sobre as crianças e pode ajudar a melhorar a qualidade do sono, reduz a ansiedade e o estresse emocional. Eu uso aqui em casa na banheira, 10 gotas diluídas na água, para diminuir a agitação do dia (ele toma banho antes do jantar).

Mas atenção, a lavanda pode dar efeito estimulante! Não se sabe ao certo o motivo, mas muitas pessoas têm demonstrado esse efeito contrário (isso se aplica também a outros óleos, à super dosagem, à aplicação direta na pele…). No caso, deve-se usar cinco gotas em uma colher de sopa de óleo de coco ou de uva, massageando a sola dos pés. Também pode ser usado no difusor, mesma quantidade que uso na banheira.

Laranja doce – Óleo promotor da paz, da calma e da tranquilidade. É o que uso para o Leon dormir, mas também está na sinergia dele (explico abaixo o que é isso). Coloco 10 gotas no difusor e isso o ajuda a ter um sono mais sereno, diminui o bruxismo e as levantadas noturnas.

Existem outras formas de aplicar o laranja doce. Você pode fazer um óleo calmante misturando meia xícara de óleo de coco com 15 gotas de laranja doce e usar na parte interna dos braços e nos pés.

Camomila Romana – Também é calmante, sedativo e anti-inflamatório, ajuda a diminuir o congestionamento, fortalece o coração e melhora a digestão . Pode ser usado no difusor em conjunto ou separado do laranja doce. Uma ou duas gotas aplicadas no pé antes de dormir ajudam bastante.

Ylang Ylang – Estimula o sistema imunológico, tem propriedades sedativas, calmantes, úteis contra insônia e ansiedade. Melhora o fluxo de sangue a determinadas partes do corpo, alivia a inflamação e melhora os sistemas cardiovascular e digestivo. A sinergia do Leon é de ylang ylang com laranja doce – Sinergia é isso, uma combinação de óleos que faz com que as propriedades deles, juntas, se potencializem. São diluídos em óleo vegetal e quem fez para mim foi a aromaterapeuta que me atende atualmente.

Vetiver – Tem propriedades calmantes e relaxantes, que serve de “aterramento” para quando a criança estiver muito dispersa e impaciente, com dificuldade de concentração. No caso do Leon não uso todo dia, só de vez em quando, como quando ele está muito desorganizado, é incrível como ele melhora na hora. Misturo duas colheres de óleo de coco com 10 gotas e faço massagem nos pés e na parte interna dos braços, além das costas (essa mistura ainda dura alguns dias).

Para mim, estou usando o hortelã pimenta, que é estimulante do sistema nervoso e tônico e alivia dores de cabeça, enxaqueca, rinites (é expectorante) e também auxilia na digestão. Para melhorar minha concentração nos estudos e estimular a minha atividade mental, uso o eucalipto no difusor. E agora estou aguardando a chegada do gerânio, considerado o óleo da feminilidade, que atenua os efeitos da TPM e da menopausa (sim, eu já estou sentindo os sintomas da pré-menopausa…)

Alguns óleos que me indicaram, mas ainda não utilizei:

Olíbano: Também conhecido como Frankincese, ou incenso, esse óleo é antisséptico, antidepressivo, anti-inflamatório e, emocionalmente, é utilizado para a concentração mental, principalmente para auxiliar na meditação. Foi observado em crianças melhoras no controle das emoções negativas e reações de stress.

Sândalo – É um óleo antibacteriano e que alivia sintomas de mal estar estomacal como azia e gases, acalmando o sistema digestivo. Emocionalmente promove claridade mental e tem um efeito relaxante e calmante em crianças mais agitadas.

Cedro: Com propriedades calmantes e relaxantes, o óleo de cedro promove a liberação de serotonina, que é convertida em melatonina no cérebro. Ajuda na promoção de um sono mais restaurador e tranquilo.

Bergamota: Estimula sentimentos de alegria e energia, ajudando a melhorar a circulação sanguínea para diferentes partes do corpo. Esse óleo também auxilia a sustentar taxas metabólicas adequadas e na liberação de sucos digestivos.

Quer saber mais? O site da Laszlo tem muitas informações! http://laszlo.ind.br/default.asp

    • Ondina
    • 29 de maio de 2017
    Responder

    Muito bom!!! Vamos experimentar!!!

    • Danieli
    • 29 de maio de 2017
    Responder

    Adorei!!!

DEIXE UM COMENTÁRIO